Posse responsável de cães e gatos

POSSE RESPONSÁVEL

Antes de adotar ou comprar um animal é sempre importante pesquisar sobre a raça que você gostaria de ter e ver se este animal é compatível ao seu modo de vida. Se você possui o perfil adequado e tempo para se dedicar ao novo animalzinho, levando em conta ainda custos com uma boa alimentação, vacinas e veterinário.

Não tenha um animal sem pensar, afinal deve-se levar em conta que um animal dá trabalho, faz cocô, xixi, exige paciência, exercícios, atenção, educação e tempo! Deve-se lembrar ainda que ele é um ser vivo e não um objeto que pode ser trocado como se troca de carro, e ainda que ele viverá vários anos e dependerá de você para várias coisas.

Além disso, pense 2, 3, 4 ou até 1000 vezes antes de cruzar sua cachorrinha. Muitas vezes, por vontade de ver os filhotinhos, tão lindos, tão fofinhos, acabamos, no nosso egoísmo, resolvendo cruzar a cadela, ou mesmo por mito ou por ouvir pessoas desinformadas que dizem que é necessário cruzar seu animal para não ter certos tipos de doença.

Antes de cruzar você deve pensar: quem cuidará do futuro filhote? Será que este cão será bem cuidado? Se informe com profissionais, conheça primeiro a triste situação dos animais abandonados, veja a quantidade de cães que são doados, mal-tratados, largados nas ruas, presos em correntes ou esquecidos no canil (mesmo os de raça, com pedigree e que foram comprados no melhor canil).

Castração é um gesto de amor; evita doenças e cães abandonados.

Todas essas considerações são importantes para evitar o abandono, a violência e muitos outros aspectos que podem fazer seu animal e até pessoas sofrerem.