Sempre ouvimos falar de pessoas que compraram seus cães e tiveram diversos problemas, como por exemplo, o cachorro veio com cinomose ou parvovirose (doenças que podem matar o bichinho), cães que desenvolveram doenças genéticas que poderiam ser evitadas se o criador tivesse melhor controle de suas matrizes e padreadores, cães com pedigree falso, com distúrbios comportamentais, misturados com outras raças ou ainda o criador vendeu o cachorrinho surdo, cego, com algum outro problema físico ou pior, neurológico.

Sem falar dos “criadores” que vendem cães como sendo de pelagem rara, ou estrutura rara por preços altíssimos, sendo que esses filhotes são fora do padrão da raça e muitas vezes essas características “raras” farão algum mal para saúde do cãozinho no futuro.

Para não ter esses problemas a primeira dica que dou é: NUNCA compre em pet shops, além das condições ruins de alojamento dos bichinhos, comprando em pet shops você não saberá ao certo a procedência do animal, ou seja, não sabe como ele foi criado, quem são os pais, a condição de higiene do local de criação, alimentação, entre outros quesitos que vão influenciar na saúde e bem-estar do peludo, podendo ter consequências graves.

Optando por escolher um canil, sempre procure um que seja especializado na raça, assim você corre menos riscos do seu filhote vir com doenças genéticas específicas. Além disso, vou listar outras características que tornam o canil confiável:

Escolha de um canil
Escolha de um canil

1- Um bom criador faz exames de doenças genéticas em todas suas matrizes e padreadores, existindo algum problema, castra os animais.
2- Retira os animais agressivos da criação e não os vende.
3- Mantém os animais com boa saúde e sociáveis
4- Alimenta com ração de qualidade, mantém água limpa e higiene do local.
5- Evita endogamia, ou seja, não cruza cães que são parentes.
6- Respeita a saúde da fêmea, condição física, idade e recuperação antes de coloca-la para cruzar.
7- Não vende para qualquer família. Analisa se os tutores terão condições de criar bem o cãozinho.
8- Desmama os filhotes no tempo certo e só libera para venda depois dos 60 dias de vida.
9- Oferece ajuda e apoio aos novos tutores
10- Fornece contrato de compra e venda e outros documentos que o comprador exigir.
11- Oferece informações de linhagem dos pais e avós, permite conhece-los.
12- Vende castrado ou com contrato de castração.
13- Fornece todo apoio de saúde ao filhote enquanto está no canil, como vacinação, vermifugação, anti-parasitas e outros cuidados veterinários.
14- Aceita o filhote de volta caso o comprador desista.

Andréa de Paula
Zootecnista e Especialista em Comportamento de Cães e Gatos

Para acompanhar o dia a dia de um novo cachorrinho.
https://www.facebook.com/treinamentodelisamarie